Sociedade Migrações e demografia

Imigração: O fracasso judicial francês

3 maio 2011
Presseurop
Libération

Libération, 3 maio 2011

O Libération, que já tinha fechado as suas páginas, quando foi anunciada a morte de Osama Bin Laden, dedicou a manchete aos imigrantes tunisinos que desembarcaram recentemente em Itália e foram detidos em França. Várias dezenas de tunisinos que tinham sido detidos pela polícia francesa depois de atravessarem a fronteira entre os dois países, foram libertados este fim de semana, depois de terem comparecido perante um juiz competente em matéria de liberdades e detenção. Em Marselha, por exemplo, foram libertadas deste modo 35 pessoas, em relação às quais a prefeitura tinha pedido autorização para prolongar a detenção, até ser possível re-enviá-las para Itália ou para a Tunísia. A Justiça ordenou a sua libertação, face aos erros processuais cometidos pelos agentes da polícia, no momento das detenções em massa. "A demonstração de força traduz-se numa desordem judicial", comenta o Libération, que se interroga sobre o "significado deste fracasso", que contradiz as declarações tonitruantes das autoridades francesas. E o jornal cita um dos advogados franceses dos tunisinos: "Talvez se trate de uma mera operação política: uma demonstração de força para agradar à opinião pública e algumas detenções mediáticas, mesmo que estas não levem a lado nenhum”.