Economia Indústria e comércio

Suécia, Holanda: Um desempanador de luxo para a Saab

27 janeiro 2010
Presseurop
Dagens Nyheter

Dagens Nyheter, 27 Janeiro 2010

"A Saab, construtora automóvel sueca, tem de aprender a voar pelos seus próprios meios",  titula o Dagens Nyheter. A construtora sueca (não confundir com o homónimo grupo aeronáutico e de defesa) acaba de ser cedida pela americana General Motors ao grupo holandês Spyker por 52 milhões de euros (mais 231,5 milhões de euros em acções preferenciais). Com a empresa, que emprega 3 400 trabalhadores em todo o mundo, em liquidação a 8 de Janeiro, o presidente do seu Conselho de Administração, Jan-Åke Jonsson, prevê um valor de vendas positivo para a Saab em 2012. Fundada em 2003, a Spyker produz 40 automóveis desportivos de luxo por ano (a Saab vendeu 93 mil em 2008) e conheceu "escândalos, um volume de negócios negativo e conflitos no seio da direcção", explica o Trouw. Simultaneamente, a Comissão Europeia tem de analisar o pedido de empréstimo de 400 milhões de euros feito pela Saab ao Banco Europeu de Investimento (BEI) com a garantia do Estado sueco. De Volkskrant previne que o negócio não está concluído e que "se a Saab-Spyker não resultar, a factura terá de ser paga pelos contribuintes suecos".