Economia Agricultura

Pesca: Sara impede acordo UE-Marrocos

15 dezembro 2011
Presseurop
El País

“O Parlamento Europeu vetou o acordo de pesca com Marrocos por causa do Sara”, titula El País. A 14 de dezembro, os eurodeputados decidiram não renovar o acordo,  que expira em fevereiro de 2012 e permite que 119 barcos europeus (dos quais 100 são espanhóis) pescarem em águas marroquinas. Como contrapartida, Rabat recebe 36 milhões de euros por ano.

A Comissão Europeia queria renovar por mais um ano, enquanto discute um outro compromisso. Mas “o Sara Ocidental e a ecologia deitaram-no por terra”, explica o diário, e “Estrasburgo manifesta a sua desconfiança sobre os direitos dos sarauís”. O Parlamento baseou o seu voto no relatório do eurodeputado Carl Haglund, que levantava a questão da legitimidade de um acordo que inclui a pesca ao largo do Sara Ocidental, um território anexado por Marrocos, que não goza do reconhecimento da UE, bem como a questão dos seus benefícios para a população sarauí. O eurodeputado liberal finlandês aponta, também, “a excessiva exploração dos recursos de pesca” e o “magro resultado custo-benefício” do acordo.

El País acrescenta que a decisão “vai contra a opinião da Comissão Europeia e dos Estados-membros” e suscita a oposição do governo espanhol. Marrocos ordenou imediatamente aos barcos europeus que abandonassem as suas águas territoriais, incluindo as que se encontram ao largo do Sara Ocidental.